Um grande amor não morre, apenas adormece...

Eu te amo te amar
















Te vejo como meu desejo,
Mais precioso, lindo e delicado...
Teus olhos como pérolas
Belos como a beleza do mar...
Teus cabelos pretos,
Tua boca prazerosa,
Teu sorriso vivo,
Teu nariz afilado,
Combinam como arte viva...
Uma pintura natural da vida...
Misteriosa, racional, enigmática e desejada...
Teu corpo ideal para altura,
Explode a vontade do sempre tê-la,
Quando longe a saudade é solidão,
Quando presente tem-se medo da saudade...
Deitado a detalhar teu corpo,
De uma visão panorâmica entre seios,
Coxas e entranhas,
Nas proporções ideais de êxtase e prazer,
Teus beijos, carícias e erogenidade...
Faz-nos viajar na maratona de amar...
Amar por sermos amados, amantes por amar nosso amor...
E como sempre o sono esquecido é prêmio do cansaço...
Transformando a noite em dia e o dia sempre em sol,
Nosso prazer é insaciável,
Nossa vontade mais desejosa,
Nossos corpos cada vez mais quentes, de uma noite sem fim...
Eu sempre te quero e você mais ainda,
Quanto mais nos sentimos mais nos queremos,
Diante dessa magnitude amorosa, "Amor da Minha Vida"
Eu só posso lhe dizer uma coisa, linda:
Eu te amo te amar...

Mário Augusto de Souza

Um comentário:

EAD/JOYCE disse...

Muito lindo, amigo. Parabéns.